Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Poesia

Sou casa habitada por espaços
onde o silêncio solto se acoita.

Murmúrio plantado nos vazios
onde o sol sem riso pernoita.

Estrada à beira de sumidos ermos
onde o entardecer grita cansaços.

Pinto madrigais na brisa das vidas,
soletro o amor em telas outonais.

Sou canto, lamento, fúria, alento
manta de cor em leito sem rio,
delírio fremente de sonho posto.

Sou vendaval de um fim sem princípio
num perpétuo fecundo inventar.

Sou campo de palavras paridas
onde a solidão adormece sem lar.

Sem comentários:

Enviar um comentário