Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

sábado, 5 de novembro de 2011

Soneto de Luís de Camões

Vós outros, que buscais repouso certo
Na vida, com diversos exercícios;
A quem vendo do mundo os benefícios,
O regimento seu está encoberto;

Dedicai, se quereis, ao Desconcerto
Novas honras e cegos sacrifícios;
Que, por castigo igual de antigos vícios,
Quer Deus que andem as cousas por acerto.

Não caiu neste modo de castigo
Quem pôs culpa à Fortuna, quem somente
Crê que acontecimentos há no Mundo.

A grande experiência é grão perigo;
Mas o que a Deus é justo e evidente
Parece injusto aos homens, e profundo.

Do livro: "Lírica" de Luís de Camões

Sem comentários:

Enviar um comentário