Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A mais pura radicalidade


                        (Ao José Mário Branco)

O pobre nada tem de seu
A não ser a pobreza
(bem desejaríamos que tivesse um leve
Golpe de asa e toda a nobreza)

Vós ó almas nobres estais intimidadas:
Poetas pintores simples oleiros escritores
Que ninguém se aproprie da dor
(mesmo para fazer uma obra de arte)
Se não devolver a quem sofre
Dos lucros a maior parte

Malditos os que aos pobres vão buscar
Inspiração e tema
Teorizam a miséria em proveito próprio
Falando nos oprimidos com muita pena
E recebem os trinta dinheiros do cordeiro imolado
Prémio da sacanagem de fazerem da pobreza arte
Com o pobre cada vez mais desgraçado

Só eu escrevo à vontade
A poesia apenas rouba um pouco de saudade
Uma réstia de sol e alguma tristeza
Não se conhece poeta rico
E mesmo assim não tenho a certeza

Sem comentários:

Enviar um comentário