Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Poema para uma canção

A Lua balança na contradança da solidão
E a paz aflora na bela hora do fogo são.
Vem… Desfaz a dor na candura,
Arvora os braços, degusta o tempo que perdura…

E, sobre o chão da loucura,
Matiza o céu na noite pura…

E abre o regaço do ledo corpo na paixão,
Dança no espaço e sacia a sede do coração.

O brio desbrava na chama brava da vontade
E a luz tatua, na alma nua, a liberdade.
Vem… Afaga a tez na ventura,
Desata o peito, pressente o amor que murmura…

E, sobre o chão da loucura,
Ilumina o céu na noite pura…

E abre o regaço do ledo corpo na paixão,
Dança no espaço e sacia a sede do coração.

E o pudor sem vez, velado no pez
Morre na languidez que o beijo desfez…

E, sobre o chão da loucura,
Ilumina o céu na noite pura…

E abre o regaço do ledo corpo na paixão,
Dança no espaço e sacia a sede do coração.



Sem comentários:

Enviar um comentário