Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

quarta-feira, 14 de março de 2012

Carta para a Ucrânia


Eu não sei bem o português mas
Sorrirei na língua lusa
Se o patrão me pagar no fim
Do mês

Sabes(Maria) não encontrei
Aqui o paraíso: operário enganado
Pelo socialismo devia ter presente o aviso:
Quem porco não mata e deseja ter presunto
É como quem espera por sapato de defunto -
Não vai ter que merendar e uma vida inteira
Descalço vai andar

Vês(Maria) estas coisas profundas
Aprendem-se na democracia só não se
Praticam regras simples e se cumprem
Promessas que alguém me fez: porque
Não me paga o patrão ao fim do mês?

Será verdade o que me disse o vizinho: isto
Acontece porque sou clandestino?

O Ivam morreu esmagado
Pelo tractor na vinha
Para o enviar à família fizemos uma
Vaquinha mesmo assim esteve
Longos meses na morgue congelado

Esta gente é tão religiosa mas não acha
Isto um pecado

Coitado do Ivan o que lhe reservou
O destino: engenheiro na Ucrânia
Clandestino no capitalismo

Maria(meu amor) aqui é tudo muito
Complicado mas estou a chegar à conclusão
Que fui enganado

Sem comentários:

Enviar um comentário