Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

domingo, 11 de março de 2012

fazes-me falta


o silêncio chegou
e espalhou miséria às portas da morte
assustou os espíritos
e evaporou as conversas de espuma
trazia na trela um cão pequeno
que latia arrogâncias
e havia fome
no focinho da besta
eu podia simplesmente
falar da cinza e dos cornos
ou iludir-te com a falta de luz nos ovários
mas a espera requer vocábulos de natureza puta
eu podia pagar-te
para ires às mulheres da rua
deixava a fera assentar o pêlo
e calava os hemisférios
era bem mais fácil
rogar-te pragas de marfim
fazer de conta que a lua tirou umas férias amarelas
ou inventar incertezas no centro do equador
mas ouço a febre descer à montanha
num repique de sinos alegóricos
e espero durante a hora da missa
perder-me no bosque para sempre

                                                  Cruzeiro Seixas.

Sem comentários:

Enviar um comentário