Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Caos no Deserto

Eis o eco da sociedade
No sabor amargo que, infelizmente, sentes…
No país das ilusões,
Há quem saiba deturpar os sonhos urgentes…
Eis a fútil verborreia
Na demagogia da política emproada
Que, no ciclo vicioso,
Zomba sempre na penúria de uma mão sem nada.

E a notícia cabal
E a riqueza no jornal
Da desilusão em Portugal.

Caos no deserto que vês tão perto…
Destrói o muro que fustiga o futuro.

Eis a dívida que pagas
De quem é culpado pela dor que predomina.
Na “off-shore” dos agiotas,
Jaz o vulgo na calçada e a escumalha pantomina…
Eis a crise da educação
Na ignorante nação que se corrói sem cessar.
Eis a vil plutocracia
Que matou o dia que a Liberdade soube legar…

E a notícia cabal
E a riqueza no jornal
Da desilusão em Portugal.

Caos no deserto que vês tão perto…
Destrói o muro que fustiga o futuro.


                                               Desenho de Vasco Barreto

Sem comentários:

Enviar um comentário