Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Espiral

Entre as paredes brancas do meu quarto
No impoluto recanto que procuro
Morro no silêncio, neste beco fechado
Alienada do meu ser consternado.

Neste cansaço atroz, dispo-me de ser gente
da voz e do corpo, do rir e do choro
Despeço-me das madrugadas em que respiro
Da espera, do escuro e da luz.

Despeço-me de mim...

Do que vivi e não vivi
E neste olhar onde me fixo
Na intimidade do meu quarto
Rasuro-me de silêncio e parto...
Sem voltar, de onde nunca saí.

Sem comentários:

Enviar um comentário