Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

quarta-feira, 4 de março de 2015

O primeiro poema de Fernando Pessoa

[O primeiro poema escrito( em inglês) por Fernando Pessoa em 12-05-1901.Traduzido por Luísa Freire]

Separado de ti, tesouro do meu coração,
Pela terra desprezado, alheio a todo o querer,
Ainda que os ventos trilem e os corações vacilem,...
jamais eu te hei-de esquecer.


Doce parece o suave canto da juventude
A quem se deixou prender,
Mas inda que os ventos trilem e os corações vacilem,
Eu jamais te hei-de esquecer.

Numa esfumada visão, acenando da escola,
Criança me posso ver,
E já os ventos trilaram e os corações vacilaram,
Mas não te pude esquecer.

Desde que primeiro eu vi a tua divina forma
Da escola vindo em prazer,
Os ventos têm trilado e os corações vacilado,
Nunca te pude esquecer.

Desde que simples, em mim, essa paixão infantil
Por ti eu deixei crescer,
Tenham os ventos trilado e os corações vacilado,
Eu não te pude esquecer.

Estrelas brilham intensas, a lua reflecte amor,
Sobre o mar luar a arder,
Ventos trilaram, trilaram, os corações vacilaram,
E tu me foste esquecer.

Eu separado de ti, tesouro do meu coração,
Pela terra desprezado, alheio a todo o querer,
Os ventos podem trilar e os corações vacilar,
Mas jamais te hei-de esquecer.

Retirado do livro: Fotobiografias Século XX
Imagem do Fernando Pessoa com cerca de 12 anos, vestido de cavaleiro, em Durban.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário