Informação


Este blogue foi criado há alguns anos para divulgar a poesia e as artes plásticas dos verdadeiros artistas...Por vezes, coloquei alguns humildes trabalhos meus, mas vou deixar de o fazer, e em defesa da coerência criei um outro blogue, com características pessoais, o qual vos convido desde já a darem uma olhadela em:

sexta-feira, 26 de junho de 2015

a entrada da casa - IV

tombava a cabeça,
sentado, no vão da escada.
sonhava com casas
desenhadas a carvão,
com a praia da infância,
os retratos de família,
o quarto dos brinquedos.

é, agora, um homem feito e desfeito.
o passado encostado
num canto da memória.
os dedos que esqueceram o afago,
o corpo que esqueceu
o cheiro da roupa lavada.
o seu nome pronunciado com sílabas de cinza.

apoia-se nos degraus...

levanta-se. lentamente.
levanta o peso que os anos
ocupam no calendário.
procura, no chão, uma beata apagada.

Paulo Eduardo Campos in a casa dos archotes
Desenho: Vasco Barreto

Sem comentários:

Enviar um comentário